Sistema Muscular

•Novembro 25, 2009 • Deixe um comentário

Introdução

O Sistema Muscular produz uma infindável variedade de ações usando os músculos como times coordenados. O tecido muscular cria movimentos corpóreos e também efetua processos internos, desde o batimento cardíaco e a movimentação dos alimentos através dos intestinos até o ajuste do diâmetro das artérias e a focalização do olho. O Sistema Muscular tem uma existência muito física, na qual o uso regular evita a perda e a lesão. Todavia, os músculos são inúteis sem o sistema nervoso para estimular e integrar suas atividades.

Nosso objetivo nesse trabalho é explicar de forma clara e objetiva sobre as principais características do sistema muscular sua função no nosso organismo e como ele é fundamental para nossa sobrevivência.

O que é Sistema muscular?

O sistema muscular é formado pelo conjunto de músculos do nosso corpo. Existem cerca de 600 músculos no corpo humano, temos aproximadamente 112 músculos na região frontal e 100 na região dorsal, juntos eles representam de 40 a 50% do peso total de uma pessoa. Os músculos são capazes de se contrair e de se relaxar, gerando movimentos que nos permitem andar, correr, saltar, nadar, escrever, impulsionar o alimento ao longo do tubo digestório, promover a circulação do sangue no organismo, urinar, defecar, piscar os olhos, rir, respirar…

A nossa capacidade de locomoção depende da ação conjunta de ossos, articulações e músculo, sob a regulação do sistema nervoso.

O músculo vivo é de cor vermelha. Essa coloração denota a existência de pigmentos e de grande quantidade de sangue nas fibras musculares.

O que compõe o Sistema Muscular?

Os músculos são órgãos constituídos principalmente por tecido muscular, especializado em contrair e realizar movimentos, geralmente em resposta a um estímulo nervoso.

Os músculos podem ser formados por três tipos básicos de tecido muscular:

Músculo liso: o músculo involuntário localiza-se na pele, órgãos internos, aparelho reprodutor, grandes vasos sangüíneos e aparelho excretor. O estímulo para a contração dos músculos lisos é mediado pelo sistema nervoso vegetativo.

Músculo estriado esquelético: é inervado pelo sistema nervoso central e, como este se encontra em parte sob controle consciente, chama-se músculo voluntário. As contrações do músculo esquelético permitem os movimentos dos diversos ossos e cartilagens do esqueleto.

Músculo cardíaco: este tipo de tecido muscular forma a maior parte do coração dos vertebrados. O músculo cardíaco carece de controle voluntário. É inervado pelo sistema nervoso vegetativo.

.

Quais as funções principais do sistema muscular?

Funções dos Músculos:

a) Produção dos movimentos corporais: Movimentos globais do corpo, como andar e correr.

b) Estabilização das Posições Corporais: A contração dos músculos esqueléticos estabilizam as articulações e participam da manutenção das posições corporais, como a de ficar em pé ou sentar.

c) Regulação do Volume dos Órgãos: A contração sustentada das faixas anelares dos músculos lisos (esfíncteres) pode impedir a saída do conteúdo de um órgão oco.

d) Movimento de Substâncias dentro do Corpo: As contrações dos músculos lisos das paredes vasos sangüíneos regulam a intensidade do fluxo. Os músculos lisos também podem mover alimentos, urina e gametas do sistema reprodutivo. Os músculos esqueléticos promovem o fluxo de linfa e o retorno do sangue para o coração.

e) Produção de Calor: Quando o tecido muscular se contrai ele produz calor e grande parte desse calor liberado pelo músculo é usado na manutenção da temperatura corporal.

Grupos Musculares:

Em número de nove. São eles:

a) Cabeça

b) Pescoço

c) Tórax

d) Abdome

e) Região posterior do tronco

f) Membros superiores

g) Membros inferiores

h) Órgãos dos sentidos

i) Períneo – é a região do corpo humano que começa, para as mulheres na

parte de baixo da vulva estende-se até o ânus. No homem, localiza-se entre o saco

escrotal e o ânus.

 

Distrofia Muscular

Conceito

Uma distrofia muscular progressiva, geralmente abreviada como DMP, é um grupo de patologias genéticas que atacam o tecido muscular. Cada uma varia em músculos afetados, velocidade de degeneração e idade do aparecimento, e atualmente são conhecidas mais de 30 variações.

Algumas DMPs também podem afetar outras regiões, como glândulas endócrinas, cérebro e causar problemas de deglutição. É uma doença herdada, e apesar de eventualmente meninas poderem herdar a doença, ela apenas se manifesta em meninos.

Sintomas e diagnóstico

Os principais sintomas são geralmente percebidos pelos responsáveis pela criança durante os primeiros anos de vida.

Nota-se que a doença afeta negativamente o desenvolvimento em relação às crianças não afetadas, como dificuldade para se manter em pé, andar, correr, subir escadas, quedas constantes e hipertrofia da panturrilha. Eventualmente, algumas crianças passam a andar na ponta dos pés e mantém uma posição de barriga para frente e ombros para trás, gerando um quadro de lordose.

Adicionalmente, pelo enfraquecimento e degeneração dos músculos, afeta também o sistema respiratório e causa problemas cardíacos, diminuindo muito a expectativa de vida dos diagnosticados para aproximadamente 20 a 25 anos.

O diagnóstico pode ser dado pela verificação da enzima creatina Kinase, que aumenta consideravelmente em casos de DMP. Contudo, o teste com a creatina Kinase não garantem resultados precisos, pois outras situações podem gerar alterações na enzima. É feita uma biópsia muscular, podendo até classificar o tipo de DMP. Recentemente foi criado o teste de DNA, que identificam a doença diretamente.

Causa

A causa é de origem hereditária, e afetam apenas homens. Mulheres podem herdar a doença e se tornar portadoras, porém ela não se manifestará, mas poderá ser passada para os filhos. O distúrbio genético causa a falta ou ausência da distrofina, que é responsável pela manutenção da membrana da célula muscular.

Tratamento

A DMP não pode ser prevenida ou curada, mas o tratamento para melhorar a qualidade de vida dos afetados é feito de várias formas, como fisioterapia, remédios e cirurgias.

Como a DMP desenvolve problemas respiratórios, a respiração em últimos estágios deve ser assistida. Quanto mais cedo a doença é diagnosticada, mais cedo podem ser começadas as sessões de fisioterapia, que visa tornar os músculos mais fortes e flexíveis. Remédios são usados para adiar a degeneração.

A creatina, que geralmente é usada por atletas, ajuda a retardar a degeneração. O uso de corticóides, principalmente com a recente evolução dos mesmos, gerou resultados benéficos.

Cuidados com enfermagem

Eventualmente o paciente irá precisar de cadeira de rodas, onde deverá receber os cuidados básicos de enfermagem. O uso da cadeira de rodas é frequentemente evitado por agravar casos de obesidade, escoliose, problemas de processos metabólicos e com a circulação dos membros inferiores, consequente do paciente estar sentado em tempo integral.

Também é indicado o uso de antibióticos e o paciente irá precisar de respiração mecânica assistida em alguns estágios avançados. Também é necessário o tratamento com medicações usadas em cardiologia, devido à capacidade da DMP de afetar a área. Os cuidados dentários devem ser feitos preferencialmente em hospitais. Cirurgias e aparelhos corretivos eventualmente serão necessários para uma melhora da qualidade de vida, e a fisioterapia é essencial em todos as formas de tratamento.

Conclusão

Concluímos nesse trabalho que nosso sistema muscular é fundamental para realizarmos tudo em nossa vida desde correr, sentar até mesmo sendo importante em órgãos de nosso corpo para assegurar-lhes determinados movimentos. O Sistema Muscular por sua vez é um incrível sistema de nosso corpo onde podemos ver nesse trabalho que ele é vital para nossa sobrevivência.

Fontes de trabalho

http://www.distrofiamuscular.net/

http://www.brasilescola.com/doencas/distrofia-muscular.htm

http://www.copacabanarunners.net/distrofia-muscular.html

http://www.aadm.com.br/

http://informatics-physiotherapy.blogspot.com/

http://www.ufv.br/dbg/BIO240/DG119.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Distrofia_muscular_progressiva

http://www.auladeanatomia.com/sistemamuscular/gen-musc.htm

http://www.webciencia.com/11_28musculos.htm

-O Livro dos Músculos                                                                                                    -Anatomia Humazna Basica – Spence

-Fisiologia Humana. Philippe Meyer
-Fisiologia Humana. Cingolani

-Anatomia e Fisiologia Humana

-Fisiologia Humana e Mecanismos das Doenças

-O Livro do Corpo Humano

-Atlas visual compacto do Corpo Humano

 
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.